O Autismo é um transtorno neurobiológico muito complexo. E faz parte do que chamamos de Espectro Autista. Vejamos:


Todos os transtornos que estão sob o Espectro do Autismo são caracterizados e diagnosticados por certos padrões de comportamento.
Existem três principais áreas de prejuízo no Autismo:
  • Comunicação: Todos os indivíduos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista apresentam diferenças na comunicação verbal e / ou não-verbal. Muitas crianças são identificadas pela primeira vez por causa de uma falta ou um atraso de linguagem falada. Outras desenvolvem a comunicação, mas a natureza de sua comunicação é diferente, ou seja, é estranho, peculiar, por vezes parecendo um pouco robótica ou um vocabulário incomum para sua idade.
  • Social: Muitos indivíduos com Autismo são isolados. Eles tendem a não se envolver com outras pessoas, evitando interações e contato social. Outras crianças têm interações sociais estranhas ou incomuns ou muitas vezes querem desesperadamente se envolver com outras crianças ou colegas, mas não sabem como fazê-lo adequadamente.
  • Comportamento: Padrões anormais de comportamento. Alguns apresentam comportamento motor anormal; coisas como se balançar, andar na ponta dos pés ou balançar as mãos frequentemente são comumente vistas em indivíduos com Autismo.
Muitas Vezes, indivíduos com Autismo também apresentam fascinação por tópicos específicos ou rotinas, assim como interesses limitados.
TODAS as Crianças do ESPECTRO apresentam ALGUMAS diferenças nestas três áreas de comportamento descritas acima.
Sinais de Autismo:


O Autismo é chamado de Transtorno do Espectro devido à grande variação no funcionamento dos indivíduos que compartilham estas três áreas principais de deficiência.
Dentro do Espectro temos indivíduos com Síndrome de Asperger, comumente chamados de Autismo de alto funcionamento ou indivíduos que têm PDD-NOS. Normalmente esses indivíduos apresentam boa linguagem, são bastante eficazes com a sua comunicação, necessidades básicas e desejos e, geralmente, têm cognição normal para acima do normal. Em meio desse Espectro, temos os indivíduos descritos por Kanner na década de 40. Geralmente o indivíduo com Autismo moderado tem um diagnóstico de Transtorno Autista por ter algum grau de comprometimento cognitivo, fala ecolálica ou ausente e muitas vezes não são capazes de se desenvolver na vida social ou são incapazes de obter suas necessidades básicas e desejos atendidos. Os indivíduos mais severos do Espectro do Autismo são pessoas que normalmente têm Transtorno Autista ou sintomas Autistas cominado com retardo mental ou atraso cognitivo, que pode incluir convulsões ou outros distúrbios genéticos e síndromes que apresentam associado ao Autismo. Estes seriam: Transtorno de Rhett, Transtorno Desintegrativo da Infância, Landau Kleffner e Síndrome do X Frágil.

Sinais de Autismo:   http://www.youtube.com/watch?v=1VA6Q3vTC_o

Desenvolvimento Normal:   http://www.youtube.com/watch?v=ANoK3eGkUc4


O Transtorno do Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade TDA(H) é um distúrbio que vem crescendo dramaticamente nos últimos anos, tanto em crianças, jovens e adultos.
Nós usamos o termo transtorno de déficit de atenção com ou sem hiperatividade (TDAH) para descrever um distúrbio de comportamento que pode ocorrer tanto na infância, adolescência, como na idade adulta.
Este distúrbio envolve uma dificuldade generalizada em espaço e tempo para manter e regular atenção; atividade motora excessiva e, secundariamente, ela se manifesta como uma falta de reflexividade, agindo impulsivamente.
Esses indivíduos apresentam-se aos outros como pessoas com baixo auto-controle, muitas vezes levados por suas emoções, desejos ou necessidades.

Alguns problemas desta desordem:
  • Motor (desajeitados)
  • Memorização
  • Problemas com desempenho escolar
  • Inconsistência
  • Problemas de adaptação social
  • Problemas de auto-estima
  • Emocional

Alguns dos sintomas presentes em uma pessoa com TDAH são:
  • Eles cometem erros por falta de cuidados na escola
  • Dificuldade de sustentar a atenção em atividades
  • Parecem não ouvir o que lhes dizem
  • Dificuldade em organizar tarefas e atividades
  • Perde ou coloca seus pertences em lugares errados
  • Se movem constantemente em seu lugar
  • Falam excessivamente
  • Interrompem ou se intrometem constantemente na conversa de adultos
  • Tem dificuldade em brincar em silêncio

Estes sintomas também podem apresentar as pessoas com alergias alimentares, as pessoas com problemas visuais, de aprendizagem ou com problemas sensoriais.

Questionário para Identificação de desatenção (6 de 9)
  1. Tem dificuldade para prestar atenção a detalhes ou comete erros por descuido?
  2. Tem dificuldade para manter a atenção no trabalho ou lazer?
  3. É difícil ouvir quando lhe dirigem a palavra?
  4. Não seguem as instruções ou falham para completar o trabalho?
  5. Tem dificuldade para organizar tarefas ou atividades?
  6. Evita ou não gosta de se envolver em tarefas que envolvem a manutenção do esforço mental?
  7. Perde as coisas?
  8. É facilmente distraído por estímulos externos?
  9. É esquecido ou negligente nas atividades diárias?

Identificar Hiperatividade (6 de 9)
  1. Move as mãos ou os pés ou se remexe na cadeira?
  2. Tem dificuldade para ficar sentado?
  3. Corre ou sobe nas coisas continuamente?
  4. Tem dificuldade em brincar tranquilo?
  5. Está sempre acelerado?
  6. Fala demais?
  7. Diz a resposta antes de terminar de ouvir a pergunta?
  8. Tem dificuldade em esperar sua vez?
  9. Interrompe os outros ou se intromete muito?

Etiologia / Causas: Esta doença é multifatorial, não tendo ainda sido encontrada uma única causa. Vejamos:
  • Fatores genéticos
  • Os fatores não-genéticos (pré-peri e pós-natal)
  • Dieta rica em aditivos, corantes e açúcar
  • Metabólica e imunológica.

LINCA se concentra principalmente nos dois últimos aspectos!!!

Uma parte significante das crianças com TDAH sofrem de disbiose intestinal, intolerâncias alimentares, a presença de metais tóxicos em seu corpo, tais como alumínio, chumbo e mercúrio. Também podem ter uma incapacidade para desdobrar corretamente a proteína do leite (caseína) e do trigo (glúten), transformando-os quimicamente idênticos à morfina e a heroína, trazendo como resultado, mudanças de comportamento. Uma dieta sem glúten e caseína, pode mudar a vida desses pacientes.

Etiologia multifatorial do Transtorno do Espectro Autista:
  1. Genética.
  2. Ambiental: Toxidade por metais tóxicos e químcos.
  3. Desintoxicação hepática: Alteração da sulfatação; glutationa reduzida.
  4. Gastrointestinal: Má digestão; peptídeos opióides; intestino hiperpermeável; disbiose; leveduras; bactérias, vírus, parasitas.
  5. Alergia e intolerância a alimentos.
  6. Bioquímica: Deficiente de vitaminas, minerais, aminoácidos e ácidos graxos essenciais.
  7. Neural: Neuroquímico.
  8. Metabólico: Disfunção mitocondrial.
  9. Infecções: Viral, bacteriana, micótica e parasitária.
  10. Imunológico: Deficiência imune e autoimunidade.
Home | Quem somos | Autismo & TDAH | Alimentos | Dietas | Tratamento Biomédico | Exames | Médicos DAN! | Contato
Liga de Intervenção Nutricional contra Autismo e Hiperatividade no Brasil
© 2012 LINCA BRASIL. Todos direitos reservados
Tels/Fax +55 (21) 0000-0000 - lincabrasil@lincabrasil.com.br
Design